Devo proibir os meus filhos de usar telemóvel?

Pais e Educadores enfrentam escolhas difíceis no que diz respeito ao tempo despendido nas redes sociais por parte dos seus filhos e educandos. Com tantas e tão diferentes opiniões sobre a utilização que os jovens devem fazer das tecnologias, como devemos navegar neste panorama digital?

Identificámos dois tipos de abordagens  a este tema. Uma que nos assusta sobre as mudanças que aí vêm e o outra que nos incentiva a acompanhar o que está a acontecer.

Vejamos alguns exemplos e as reações aos mesmos.

Está na hora de eu proibir as crianças de utilizarem smartphones?

“Evidências crescentes sugerem que este tipo de aparelhos causam interrupções no sono, depressão e taxas elevadas de tentativas de suicídio. É necessário agir “.

Chega de pânico moral sobre utilização de smartphones. As crianças estão bem.

“Um artigo na revista Atlantic encontrou alguns resultados alarmantes que associam a depressão à tecnologia. Na minha investigação com adolescentes australianos cheguei a resultados diferentes.”

Interessante. O primeiro artigo tem mais de 4000 comentários . Ao contrário do segundo tema que tem apenas 800 partilhas.

As evidências sobre qual o tempo certo que as crianças deveriam passar no digital variam. O consenso geral e sensato diz que deve existir um equilíbrio de atividades. Esta utilização deve ainda envolver conteúdos e aplicativos seguros e apropriados a cada idade.

Muitos pais proíbem a utilização de gadgets nas suas casas. Existem também evidências que, por esta razão, os jovens podem ter que se esforçar mais para acompanhar os outros colegas nas aulas de TIC. A tecnologia veio para ficar. Ser alfabetizado no digital é essencial. É uma parte fundamental da educação e do futuro profissional. Algo que não pode ser esquecido quando se proíbe a utilização destes aparelhos em casa.

Outro comunicado de imprensa recente  veio do Facebook. Foi lançado o Facebook Messenger para menores de 13 anos nos EUA. Ele permite maior controle por parte dos pais e as informações das crianças não podem ser usadas para criar anúncios – estas são as notícias que estão a ser divulgadas.

Facebook Messenger para crianças de seis anos: será necessário explicar porque é isto uma má ideia?

“Os especialistas concordam que tempo excessivo em frente a um ecrã é um risco para a saúde das crianças. No entanto, este gigante da tecnologia está a dirigir-se a uma idade ainda mais jovem ”.

Facebook lança aplicação de mensagens para crianças menores de 13 anos

O Facebook afirmou “Não há anúncios no Messenger Kids e as informações do seu filho não são usadas para publicidade. É de download gratuito e não existem compras na aplicação . O Messenger Kids também foi projetado para estar em conformidade com a Legislação Americana de Proteção e Privacidade Infantil On-line infantil (COPPA).

Enquanto pai ou mãe, questiono-me se devo ou não deixar o meu filho de seis anos usar um aplicativo de mensagens. Porém não será importante saber que existem aplicações de mensagens alternativas? Algumas crianças menores de 13 anos já utilizam o WhatsApp e o Facebook Messenger (quando o limite legal de idade é 13 anos). Sentimo-nos mais aliviados por saber que existem alternativas apropriadas para a idade das crianças.

Houve um apelo aos gigantes das redes sociais para criar um espaço mais seguro para as crianças. Então, mais uma vez , existem duas formas de olhar para esta situação

  1. O Facebook está a procurar ter crianças mais novas no seu público ou
  2. O Facebook criou um aplicativo de mensagens mais seguro para crianças.

Para nós pais é fundamental sentir que controlamos e que estamos atualizados sobre o que está a acontecer. Pela sua segurança precisamos ter consciências do que os nossos filhos  estão a fazer on-line – e recomendaria a todos os pais estarem atentos. Retirar a tecnologia e proibir os filhos de usá-la pode ser um obstáculo, já que não teríamos outra forma de os dotar das necessárias competências.

Por exemplo, os meus filhos adoram Minecraft.  Quando me perguntaram se poderiam jogar, pesquisei as várias opções e encontrei a forma mais apropriada de eles jogarem. A solução foi que eles só jogam em mundos criativos e não têm acesso a outros jogadores, apenas um ao outro.

É difícil, caso se sinta um dinossauro tecnológico! Mantenha-se atualizado sobre as últimas alterações nas redes sociais e na tecnologia, seguindo-nos na nossa página de Facebook. Descarregue os nossos recursos sobre Publicidade e Redes Sociais e Mundo Digital e sinta-se mais capacitado.

(este texto foi escrito por Ruth Gilbey)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Menu

Ao continuar a utilizar este site, concorda com a política de cookies. mais informações

Ao navegar no site estará a consentir a utilização de cookies. Para obter mais informação acerca de cookies e da forma como são utilizados no website da Media Smart, visite a nossa página de "Política de Cookies" ou a página de "Política de Privacidade".

Fechar